• Mak

O controle de contaminação no sistema hidráulico

Atualizado: Jul 5

Através da hidráulica é possível realizar atividades que exigem extrema força aplicada. A capacidade de uma máquina levantar ou movimentar cargas extremamente pesadas depende de um sistema hidráulico robusto. O sistema da sua máquina está adequado?


Com a busca por equipamentos mais eficientes e produtivas, o sistema hidráulico das máquinas pesadas atuam com maior pressão em linhas e com folgas cada vez menores em grupos de válvulas, dessa forma exige-se maior atenção ao controle de contaminação.

...maior pressão em linhas e com folgas cada vez menores em grupos de válvulas, dessa forma exige-se maior atenção ao controle de contaminação.

O contaminante externo dentro do sistema, começa a auxiliar no desgaste de paredes, superfícies, canais, palhetas, pistões, engrenagens e por aí vai. Um nível baixo de contaminação se não for tratado levará a nível crítico, até por fim ter perda de cilindro, ou válvula ou bomba.


A solução é metódica, manter filtros adequados e substituí-los nos períodos corretos, evitar vazamentos em conexões (pontos que permitem entrada de contaminantes) limpar bocais no momento de abastecimento, lavar o equipamento antes de fazer manutenção preventiva, substituir o óleo na periodicidade correta, utilizar óleo correto e manter uma rotina de realização de diálise (filtragem do óleo) durante as paradas de preventiva.


São práticas que vai ajudá-lo a manter o controle de contaminação, mas é importante também manter uma rotina de avaliação preditiva de análise de óleo. Esta análise permitirá acompanhar o nível de contaminação e quais contaminantes estão presentes no sistema. A análise de óleo é um direcionador que mostrará se as condições estão boas ou se existe um desgaste em algum componente do circuito hidráulico. Espero que tenha se inspirado!



3 visualizações0 comentário